segunda-feira, 2 de maio de 2016

Muitas 99% Belas, recatadas, do lar e 1% swingueiras estiveram na festa do último sábado quebrando geral; e para este vamos reunir a mais bandidas do swing, vem conferir!


A Festa 99% Bela, recatada, do lar e 1% swingueira, foi um sucesso! A idéia era realmente pegar carona na frase mais compartilhada da semana, proferida por Michel Temer ao se referir a sua jovem esposa.

Recebemos mais de uma centena de swingueiras que durante a semana atuam nas suas vidas "normais" cuidando da casa, dos filhos e de suas carreiras, passando-se até por mulheres recatadas e sem dúvida todas belas e maravilhosas.

A galera foi chegando animadamente e em pouco tempo estávamos com a casa cheia,  sempre lembrando para os desavisados, que trabalhamos com os ambientes liberados desde a abertura da casa.

Isso porque, não achamos correto tolher os participantes do seu direito de ir e vir, além de fazerem sexo no momento em que desejarem, ao contrário de outras casas e festas, que confinam os participantes na boate até após os shows, que normalmente se dá por volta de uma da manhã.

Assim, nem sempre a galera se concentra na boate, onde a maioria fica assim que chega na festa, pois muitos já partem em busca do vuco-vuco!!

Assim, conseguimos ater as pessoas naquilo que realmente as interessa, pois estar aqui ou ali, assistir este ou aquele show, faz parte da escolha de cada um, e em apreço a escolha pessoal naquele exato momento.

A boate congrega a maioria da galera que fica por ali curtindo o trabalho do deejay Junior Irajá que sacode a pista tocando um pouco de todos os ritmos, colocando todo mundo para dançar.

Além disso, a proximidade do nosso american bar com garçons a disposição, e ao nosso labirinto de onde pode-se entrar e sair a qualquer momento, para ver este ou aquele show que rola em nosso palco.

A movimentação é sempre intensa; enquanto a maioria fica mesmo na boate, alguns circulam pelos corredores de suítes e o dark room, enquanto que outros já se acomodam no terraço para fumar ou tecer aquela resenha.

O fato é que organizamos uma festa liberal com total liberdade para que cada um possa satisfazer sua vontade, ou ao menos ter a prerrogativa de tentar satisfazer suas expectativas no momento que achar adequado.

Mais e mais pessoas vão chegando à festa, a noite é fria mas não chove, e a mulherada vem mesmo com seus modelitos colados ao corpo, sempre curtíssimos e bem decotados, uma loucura.

A música ao vivo ficou ao encargo de Shanda que mais uma vez fez a galera dançar e cantar com ela os mais diversos sucessos da mpb e alguns internacionais também.

A diversidade de estilos satisfaz a gregos e troianos, e o que se vê é uma galera animada, curtindo e se divertindo com mais uma atração de alta qualidade trazida para animar a festa.

Percebemos que muitos dos presentes ausentes da boate até o momento do show, começam a chegar e se acomodar na boate para curtir Shanda e depois assistir a sequencia de atrações com os shows de strippers.

Bettina Alvarenga, a nossa "pequena notável" do swing carioca, arrasou como sempre dançando para uma plateia interessada e motivada por sua postura altamente sensual e cheia de graça e elegância.

No palco, o inicio do show, passa por algo parecido com dança do ventre, revelando mais um talento de nossa pequena ninfeta, de curvas acentuadas em um corpo ainda de menina.

Como costumo dizer, Bettina sempre se revela muito maior que seu tamanho, transformando-se num mulherão a medida que o show se desenrola, e ainda mais ao seu final.

Ela vai para a pista interagir com a galera, e circula por entre as mesas enquanto se esfrega aqui e ali em homens e mulheres, até escolher aqueles e aquelas que irão participar de seu show.

Cada escolhido é levado para o banco colocado na base do palco, para que uma deliciosa e sensual brincadeira possa acontecer na frente de todos que os assistem atenciosamente.

De volta ao palco, nossa stripper se revela por completo tirando até a última peça de roupa que a cobria, enchendo os olhares de desejo e cobiça naquele corpinho mignon.

Na sequencia Felipe Brandão entra para alvoroço da mulherada presente, que o recebe com gritinhos e manifestações de desejo e picardia, enquanto assistem seus primeiros passos no palco.

O "cara" logo exibe seu corpo malhado e conquista a atenção das calcinhas de plantão que o observam e aguardam pelo desenrolar do show e o momento crucial onde mostrará sua ferramenta de trabalho.

Ainda vestido, Felipe desce para a pista num primeiro contato com a mulherada que anseia estar pertinho dele e ter a oportunidade de sarrar e ser sarrada por ele.

Algumas esposas e mulheres são convidadas para participarem do show, elas aceitam prontamente, e logo estão envolvidas pelo clima de sedução e se permitem involuntariamente à situações mais liberais.

A galera assiste a tudo bem de pertinho; muitas torcem para serem convidadas e as vezes até se oferecem para isso, afinal estar ali agarrada por nosso stripper e bem no meio da galera presente na boate, é uma sensação indescritível.

A brincadeira rola por alguns minutos, algumas esposas passam pelas mãos de Felipe e todos saem satisfeitos e felizes após a apresentação ali.

Mas o show não acabou, pois a melhor parte segundo elas está guardada para o momento final, quando nosso stripper fica totalmente nu do jeito que veio ao mundo, e com sua ferramenta de trabalho exposta.

A mulherada vai ao delírio com o balançar daquele membro ereto, livre e apontando para cada uma delas, como se pudesse ser tocado ou qualquer outra coisa que possa passar pela imaginação delas.

A agitação é geral neste momento. deejay Junior Irajá reassume o comando da pista da boate e coloca a mulherada para dançar e balançar o tamborzão ao som do funk que elas adoram para se soltar e se exibir.

Os olhares mais gulosos se voltam para elas, é possível ver mulheres totalmente liberadas dançando e se exibindo em vários pontos da boate num clima de alegria, liberdade e excitação.

Muitos partem rumo ao vuvo-vuco, tomando a direção dos corredores de suítes e do dark room onde o clima fica mais quente e apimentado a cada instante.

O labirinto também é muito procurado e a movimentação em torno de suas cabines é cada vez mais intensa, assim como o entra e sai deste ambiente que mexe com a libido dos frequentadores.

A festa rola madrugada a dentro, quando a galera já exausta e satisfeita começa a deixar a casa, com a expressão de felicidade e satisfação estampada no rosto.

Assim agradecemos a todos pela presença, deixando um chamego especial para os que além da presença ainda nos permitem fotografar e divulgar seus "nicks" e imagens o que sempre facilita a interação e nos ajuda a divulgar a festa.

Foram eles os Casais Iniciantes 33, Joga pra Rola, Gonçalves, Solar, Marco e Nane, Elite, Bangu, Larinha e Digo, Café com Leite, Maskavo, Sexy, Corvo e Borboleta, Sexo a Três, Curioso, Afrodisíaco, Edana, 100% Love, Dama e Cavalheiro, Re Ruiva e Luna; Os Solteiros(as) Don Ruan, Fred BB, Robertinho, Sapekinha e Penélope Charmosa.

Beijos ardidos

Para este primeiro sábado de maio preparamos a Festa Hoje Eu Tô Bandida que vai comemorar o aniversário da Sra. Casal Bandido e receber as bandidas mais lindas do swing carioca.
Clique na aba com o nome da festa para maiores informações no menu acima desta postagem e veja também em outra aba a Festa Inédita que faremos ainda neste mês.
Ainda no menu, aproveite para baixar nosso aplicativo grátis e ter todas as informacões e nossa festa na palma de sua mão.
Lembrando que transmitimos a festa ao vivo, direto da boate, todo sábado a partir das 22 horas pela Rádio Sexo Com Pimenta, parte integrante da rede social adulta e liberal que mais cresce na net.
www.sexocompimenta.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário